Treinar no frio: qual a importância? Como fazer?

Até mesmo os atletas profissionais encontram dificuldades em treinar no frio. Manhãs escuras e noites geladas podem fazer nossa motivação decair significativamente. A vontade de ficar dentro de casa embaixo das cobertas é muito forte, não é?!

No entanto, quem tem o compromisso consigo mesma de se manter saudável, sabe que é necessário fazer um esforcinho e ir praticar atividades físicas. Ao sair de casa e encarar o frio, você desbloqueará um arsenal de benefícios fisiológicos e mentais que os hábitos saudáveis constante podem oferecer. Dessa forma, você torna o seu inverno mais saudável e gratificante.

E se você é uma Cajulover de carteirinha, sabe que amamos uma boa prática de exercícios, certo?! Então, separe seu tênis para corrida, sua jaqueta corta-vento e suas luvas e aproveite esses benefícios de treinar no frio!

1. Exercitar-se no frio aumenta sua resistência!

A maioria das pessoas faz a promessa de se manter saudável no início de um novo ano, seguindo uma rotina de treinos diária, contudo, com as quedas de temperaturas, esse objetivo pode ser facilmente colocado de lado.

Contudo, se você for persistente e continuar com sua rotina de treinos, treinar no frio pode aumentar a sua imunidade, combatendo diversas doenças típicas do inverno.

Isso aconteça porque a prática regular de exercícios libera diversos hormônios que contribuem para o fortalecimento da imunidade. Durante o exercício, o número de células que combatem doenças aumenta cerca de 10 vezes e é realocado para áreas mais suscetíveis a infecções durante o tempo frio – incluindo os pulmões.

mulher em paisagem montanhosa usando botas, short e blusa corta vento

Assim, os problemas respiratórios, gripes e resfriados vão ter que se esforçar muito para te alcançar!

2. Treinar no frio ajuda metabolizar a gordura marrom

De acordo com estudos recentes, especialistas apontam que os climas mais frios podem ajudar a manter a gordura marrom metabolicamente ativa. A gordura marrom é responsável pela produção de calor e manutenção da temperatura corporal e, quando fazemos exercícios, ela pode ajudar na perda de peso e na prevenção de doenças.

Esses estudos sugerem que, ao treinar no frio, você pode queimar mais calorias, uma vez que o clima frio ajuda seu metabolismo a “mudar” as fontes de combustível de carboidratos para gordura. Então, se puder, não pule o treino nem mesmo naquele dias mais gelados!

3. Treinar na frio recarrega a vitamina D

Encarar o frio e sair para treinar, principalmente nos horários em que é possível pegar um pouco de sol, possibilitará a você cerca de 25 a 50 microgramas de vitamina D, o mínimo que os especialistas em saúde recomendam.

Além disso, seu coração também agradecerá, já que níveis saudáveis ​​de vitamina D reduzem o risco de adquirir problemas cardiovasculares.

mulher usando conjunto moletom preto com logo cajubrasil e mar ao fundo

4. Treinar no frio ajuda na oxigenação dos músculos

Há poucas coisas mais cortantes do que o ar do inverno, mas treinar no frio ajuda a melhorar a oxigenação de todo nosso corpo, sabia? À medida que seus vasos sanguíneos se estreitam em temperaturas mais frias, seu coração e pulmões precisam trabalhar mais para promover a circulação sanguínea e oxigenação no corpo.

5. Aumento da circulação sanguínea

Pesquisas apontam que temperaturas mais baixas são ideais para aumentar a circulação sanguínea. Quando realizamos exercícios em situações de frios mais intensos, o fluxo sanguíneo pode aumentar em até 5 vezes.

Durante o frio, é comum o corpo sofrer uma queda na intensidade da frequência cardíaca, já que nosso organismo entra em estado de conservação de energia, então, fica mais difícil do coração bombear o sangue para as periferias do corpo.

mulher parada em cima da bike usando roupas roxas de malhar e frio e paisagem ao fundo

Por isso, para aumentar a frequência cardíaca, é indicado uma atividade física aeróbica para ativar a circulação. Esse tipo de atividade te dará energia extra já que sua circulação estará atividade e seu coração estará bombeando o sangue para todas as partes do corpo.

Então, experimente novas formas de treinamento, corrida e treino em escadarias, para aumentar sua circulação, metabolismo e, consequentemente, sua capacidade cardiovascular.

6. Exercícios no frio ajudam a combater o transtorno afetivo sazonal

Você já ouviu falar na S.A.D. ou depressão sazonal? É um tipo de depressão ou desânimo que se torna mais grave à medida que as temperaturas mais baixas se aproximam.

Há muitas pessoas que podem sofrer esse transtorno e nem sabem do que se trata, mas os sintomas incluem um humor persistentemente deprimido, perda de interesse em atividades cotidianas e sensação de cansaço, desânimo e isolamento social.

Dessa forma, manter-se treinando durante o inverno pode fazer com que seu organismo libere uma dose extra de hormônios, como noradrenalina e a endorfina, que melhoram o humor e ajudam a combater a depressão sazonal. Bora treinar, Cajulover? Nada de desânimo!

Dicas para treinar no frio: o que fazer?

Apenas conhecer alguns benefícios de se treinar no frio pode não ser o suficiente para você se motivar a treinar no frio. Pensando nisso, reunimos algumas dicas para otimizar seus treinos no inverno. Confira!

1. Escolha um horário adequado

No período mais frio do ano, muitas pessoas sofrem de deficiência de vitamina D, que é fundamental para os ossos e articulações, além de ser essencial para levantar os ânimos mesmo no inverno. Quando possível, escolha sempre o período da manhã até o meio-dia para realizar seu treino. Nessas horas, o sol está melhor posicionado para estimular a produção de vitamina D.

mulher sentada na cerca de metal e paisagem desertica ao redor

2. Nunca pule o aquecimento antes de começar

Assim como um automóvel à álcool, o corpo também demora mais para aquecer no inverno. Dessa forma, iniciar uma atividade de forma brusca no frio pode facilmente resultar em lesões, pois o treinamento sem um aquecimento adequado pode promover choques nos músculos, tendões, ligamentos e articulações.

3. Use roupas e acessórios que te aqueçam durante o treino

É fato que treinar no inverno requer roupas mais quentinhas, no entanto, é fácil subestimar as temperaturas, especialmente quando você passou o dia dentro de casa antes do treino. Portanto, usar roupas de treino adequadas para o frio é melhor alternativa para permitir que você se aventure a treinar nas temperaturas mais baixas.

mulher apoiando a perna direita e mao esquerda na grade usando roupa de malhar no frio e paisagem ao fundo

Certifique-se de usar peças que te aqueçam bem, mas não limitem seus movimentos. Em nosso blog, você encontra mais dicas para se manter aquecida durante os treinos nos dias mais gelados, confira depois!

4. Observe sua respiração!

Quanto mais frio o ar, maior o estímulo aos brônquios, pulmões e mucosas. Por um lado, o frio força os brônquios a se estreitarem, ao mesmo tempo em que reduz a capacidade das membranas mucosas de permanecerem úmidas.

A ardência ou irritação típica da garganta é sentida quando muito ar frio é inalado, causando uma leve inflamação e um sinal muito claro de que está muito frio para se exercitar ao ar livre. Preste atenção nisso o máximo possível, inspirando pelo nariz e expirando pela boca.

Então, para se proteger do ar frio durante os exercícios, você pode usar uma máscara para aquecer e amenizar o ar frio durante a inalação. Em temperaturas abaixo de zero, não é recomendado se exercitar ao ar livre, uma vez que, nessa temperatura, o corpo não consegue aquecer suficientemente o ar antes de chegar aos pulmões.

5. Priorize os exercícios aeróbicos

O exercício aeróbico é qualquer tipo de condicionamento cardiovascular e inclui atividades como caminhada rápida, natação, corrida ou ciclismo, sendo os famosos exercícios de “cardio”.

Durante os exercícios aeróbicos, sua respiração e frequência cardíaca aumentarão, ajudando a manter seu coração, pulmões e sistema circulatório sempre saudáveis, mesmo em dias mais frios.

E os exercícios anaeróbicos, como musculação e funcionais, envolvem explosões rápidas de energia, exigindo um grande esforço por um curto período de tempo. Os exercícios aeróbicos possibilitam que você treine por um período prolongado de tempo, mantendo seu corpo sempre aquecido.

Aqui em nosso blog, você encontra um post especial com tudo sobre exercícios aeróbicos, que você pode realizar em casa ou na academia!

6. Busque atividades diversificadas e prazerosas

Por último, nós sugerimos que você busque praticar sempre uma atividade física que goste, assim a motivação para treinar será maior! E se ainda não sabe do que gosta de praticar, experimente algumas práticas a fim de verificar o que te dá mais ânimo e sensação de bem-estar. Opções não faltam: treino funcional, ciclismo, musculação, pilates, crossfit, dentre outras.

E aí, motivada para treinar nesse inverno? Esperamos que você tenha se inspirado para ficar parada nem mesmo durante os dias mais frios do ano, mantendo seu objetivo de se manter saudável!

Deixe um comentário